top of page

Nenhuma inteligência artificial substituirá o atendimento humano.


Em tempos de chatbot e inteligência artificial, sempre é bom lembrar da importância de humanizar os atendimentos e prestar mais atenção na relação com seu cliente.


Se a venda fosse um processo totalmente mecânico, seguramente já teríamos sido descartados.




O que não me preocupa em todo esse avanço tecnológico, é saber que cada ser humano é único e diferente e jamais existirá uma fórmula ou uma técnica padrão que seja replicável a todos e que obtenha resultados satisfatórios.


Podemos sim usufruir dos avanços tecnológicos afim de otimizarmos nosso trabalho nos processos técnicos e burocráticos, mas toda a parte que envolve atendimento de pessoas é fundamental proporcionar ao cliente uma experiência agradável e um atendimento 100% humano.


Vejo muitos anúncios de aplicativos e softwares para atendimento que prometem maior agilidade no atendimento, deixando o corretor fazer apenas o atendimento final enquanto o “robozinho” faz toda a pré-venda.


Se você quer saber como o seu cliente se sente ao falar com um robozinho, te convido a fazer uma experiência de ligar para a operadora do seu celular ou internet e ver como você se sente sendo atendido por um “robozinho”.


Em todos os segmentos eu vejo uma concorrência cada vez mais acirrada, com cafeterias se reinventando para proporcionar uma experiência única ao cliente que vai comprar um café a uma barbearia que oferece drinks, entretenimento e vários outros atrativos pra vender um corte de cabelo.


Se estão se dedicando tanto para vender café e corte de cabelo, será que pra vender um imóvel eu devo usar um “robozinho”?

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page